• Resumo do Livro O Cortiço de Aluísio Azevedo

    O cortiçoresumo       joão romão, portuuês, bronco e ambicioso, ajuntando dinheiro a poder de penosos sacrifícios, compra pequeno estabelecimento comercial no subúrbio da cidade (rio de janeiro). ao lado morava uma preta, escrava fuida, trabalhadeira, que possuía uma quitanda e umas economias. os dois amasiam-se, pando a escrava a trabalhar como burro de cara para joão romão. com o dinheiro de bertoleza (im se chamava a ex-escrava), o portuuês co...

    Clique aqui para continuar lendo.
Fuvest 2011: Resumo do livro O Cortiço, de Aluísio de Azevedo
O resumo de o cortiço de aluísio de azevedo foi reunido pelo portal vestibulando web. o resumo e a análise não dispensam a leitura do livro, apenas reforçam o raciocínio sobre ele, sobre o autor e sobre o período literário. tendo como cenário uma habitação coletiva, o romance difunde as teses naturalistas, que explicam o comportamento dos personaens com base na influência do meio, da raça e

Resenha - O Cortiço
O cortiço é uma obra da literatura brasileira do autor aluísio de azevedo e  é um marco da literatura naturalista. confira a resenha do livro:o livro narra inicialmente a saa de joão romão rumo ao enriquecimento. para acumular capital, ele explora os empreados e se utiliza até do furto para conseuir atinir seus objetivos. joão romão é o dono do cortiço, da taverna e da pedreira. sua amante, bertoleza, o ajuda de domino a domino, trabalhando sem desso.em oposição

Questão 119 O cortiço ? Enem 2011, Prova Amarela ? Resolução Comentada
A questão 119 do enem 2011, traz a nós um framento do romance o cortiço (1890), de aluísio azevedo, que mostra a música brasileira em uma narrativa do livro. questão abatidos pelo fadinho harmonioso e nostálico dos desterrados, iam todos, até mesmo os brasileiros, se concentrando e caindo em tristeza; mas, de repente, o cavaquinho de porfiro, acompanhado pelo violão do firmo, romperam vibrantemente com um chorado baiano. nada mais que os primeiros acordes da música crioula para qu

Fuvest 2011: Resumo do livro O Cortiço, de Aluísio de Azevedo
O resumo de o cortiço de aluísio de azevedo foi reunido pelo portal vestibulando web. o resumo e a análise não dispensam a leitura do livro, apenas reforçam o raciocínio sobre ele, sobre o autor e sobre o período literário. tendo como cenário uma habitação coletiva, o romance difunde as teses naturalistas, que explicam o comportamento dos personaens com base na influência do meio, da raça e

Reflexão de Reinaldo Azevedo sobre o sistema de cotas. Excelente.
Esta moça não aprendeu a odiar. então um tribunal racial cou a sua vaa na universidadea covardia tomou conta do país, e o racismo avança .é covarde boa parte da imprensa, que se cala diante do abuso de celerados racistas!é covarde a justiça, que permite que a constituição seja violada sob o pretexto de se fazer justiça histórica.é covarde o conresso nacional, que tem cedido ao lobby dos racistas.são covardes os que, mesmo discordando das leis racialistas, se conformam com a in

Soneto: ´´Pálida, à luz da lâmpada sombria`` Álvares de Azevedo
pálida, à luz da lâmpada sombria, sobre o leito de flores reclinada, como a lua por noite embalsamada, entre as nuvens do amor ela dormia! era a do mar, na escuma fria pela maré das áuas embalada! era um anjo entre nuvens d?alvorada que em sonhos se banhava e se esquecia! era mais bela! o seio palpitando... neros olhos as pálpebras abrindo... formass no leito resvalando... não te rias de mim, meu anjo lindo! por ti ? as noites eu velei chorando, por ti ? nos sonhos

Lembrança de morrer - Álvares de Azevedo
´´deus tinha acendido na alma do mancebo aquele foo sarado da poesia, que eleva o homem acima da terra e faz correr de seus lábios, em cântios sonoros, a linuaem do inspirado``. trecho do discurso do escritor e seu parente, manuel antônio de almeida, no enterro do poeta. lembrança de morrer ´´no more! o never more!`` (não mais! oh nunca mais!) shelley ( poeta romântico inlês) quando em meu rebentar-se a fibra, que o espírito enlaça à dor vivente, não derramem por